MENUTrienal de Arquitectura de Lisboa
Data
17 FEV 2015
Horário
19h
Local
CCB – Grande Auditório
Preço
5€
Ciclo
2014–2016
Participantes
Ellen van Loon, Pedro Baía
Co-Produção
CCB

Fondazione Prada , Photograph by Bas Princen, Courtesy of Fondazione Prada

OMA

Ellen van Loon


Fazer Edifícios: 2003 – 2013


A operar num contexto de pré e pós crise, a arquitecta Ellen van Loon dos OMA apresenta o processo de desenvolvimento dos projectos do atelier. Como mudou e como permaneceu inalterado?


Ellen van Loon


Integrou em 1998 o atelier OMA reconhecido mundialmente pelos seus edifícios de formas arrojadas. A Casa da Música no Porto (2005) é um exemplo, tendo sido vencedor do Prémio RIBA 2007. Tem desenvolvido vários projectos premiados que combinam sofisticação e complexidade de execução. Das suas contribuições mais significativas incluem-se a nova sede G-Star em Amsterdão (2014); De Rotterdam, o maior edifício da Holanda (2013); New Court, sede do Rothschild Bank em Londres (2011); o design exterior e interior para o Maggie’s Centre perto de Glasgow (2011); pavilhão Prada Transformer em Seoul (2009) e a Embaixada da Holanda em Berlim (2003), vencedor do Prémio de Arquitectura Contemporânea da União Europeia – Mies van der Rohe (2005). Actualmente, está a trabalhar no projecto de uma biblioteca multimédia em França e no edifício do Centro de Arquitectura Dinamarquês, em Copenhaga.

Pedro Baía (Coimbra, 1980)


Coordenador editorial da Circo de Ideias, onde foi editor dos livros Koolhaas Tangram (Circo, 2014) e Berlim: Reconstrução Crítica (Circo, 2008). É professor auxiliar convidado na Escola de Arquitectura da Universidade do Minho desde 2014. Foi editor de arquitectura da Artecapital (2008 – 2015) e membro da redacção do Jornal Arquitectos (2013 – 2015). Doutorou-se em Teoria e História da Arquitectura pela Universidade de Coimbra em 2014.