MENUTrienal de Arquitectura de Lisboa
Data
10 FEV 2017
Horário
19:00 - 23:00
Participantes
Claudio Carbone, Tiago Mota Saraiva (Ateliermob), António Brito Guterres (DINAMIA’CET - ISCTE IUL), Isabel Raposo + Daniel Lobo (GESTUAL), Elio Trusiani (Universidade de Camerino) and HABITA.
Website

© Plano Lisboa

Another Lisbon Story

Documentário de Carlo Carbone

Junto ao aeroporto da Portela em Lisboa, os moradores de um pequeno bairro são parte activa das decisões do lugar onde vivem. As suas casas reflectem a ausência de uma política de habitação nos últimos anos, o que as obriga a encontrar os seus próprios meios para solucionar o problema da falta de uma habitação condigna.? Este filme sublinha as responsabilidades actuais do arquitecto no planeamento urbano, decifrando e debatendo modos de acção e inovação frente aos desafios urbanos futuros.

Este documentário realizado por Claudio Carbone, Another Lisbon Story, teve a sua ante-estreia no dia 10 de Fevereiro de 2017. A projecção, apresentada pelo realizador, foi seguida de uma conversa em que participaram Tiago Mota Saraiva (Ateliermob), António Brito Guterres (DINAMIA’CET - ISCTE IUL), Isabel Raposo e Daniel Lobo (GESTUAL), Elio Trusiani (Universidade de Camerino) e HABITA, e de um jantar com a famosa cachupa da Ricardina.


Num pequeno bairro da Área Metropolitana de Lisboa, localizado junto ao aeroporto, os moradores são parte activa das decisões do lugar onde vivem e um grupo da Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa, o GESTUAL (Grupo de Estudos Sócio Territoriais, Urbanos e Acção Local), segue e apoia o processo da sua inclusão na sociedade.

O Bairro da Torre é um bairro auto produzido, resultante da ocupação de terrenos públicos e privados, por parte de uma comunidade de origem portuguesa e são tomense, mas também por famílias ciganas. As suas casas reflectem a ausência de uma política de habitação nos últimos anos, o que as obriga a encontrar os seus próprios meios alternativos para solucionar o problema da falta de uma habitação condigna.

São 62 famílias que habitam neste contexto – cerca de 300 mulheres, crianças, homens, idosos e, entre estes, pessoas com deficiência e problemas de saúde graves. Convivem num bairro sem saneamento básico, sem electricidade e, nalguns casos, sem água e em casas precárias.

Para os europeus, estes territórios são ainda um tema exótico (o caso das favelas brasileiras). No entanto, são realidades paralelas que existem muito perto de nós, mas, como muitas vezes acontece em bairros semelhantes onde os fluxos económicos são nulos, nem sempre recebem a devida atenção. É precisamente a partir do encontro entre a comunidade e o GESTUAL que tem agora início um processo de inclusão do bairro, estigmatizado na sociedade.

Retomamos o debate iniciado há 40 anos em Portugal sobre a consolidação e a integração através das políticas de planeamento urbano comunitário: por um lado, a auto-produção do espaço de habitar, por outro, os movimentos de cidadãos em defesa do direito à habitação e à cidade. Assim, apresentamos um documentário de carácter académico, que propõe reflectir sobre as responsabilidades actuais da figura do arquitecto no planeamento urbano, decifrando e debatendo modos de acção e inovação social frente aos desafios urbanos futuros, no sentido de desenvolver uma cidade mais inclusiva e democrática.

 


 

 

Biografia de Claudio Carbone Potenza (IT), 1988


Em 2007 mudou-se para Roma para estudar arquitectura, sua actual profissão, focando-se sobre as cidades informais do Brasil, Roma e Lisboa e respectivos processos de inclusão. Actualmente vive na Costa Rica, onde trabalha como investigador na FLACSO (Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales) desenvolvendo projectos com a comunidade indígena em luta no Sul do país.

Realizador e director de fotografia, é o autor dos documentários: “Cielito Rebelde” (2016) sobre os movimentos de luta no México, “Rosso Vivo” (2017) sobre uma ocupação comunitária em Roma e “Another Lisbon Story” (2017) sobre o processo de inclusão de uma favela na sociedade lisboeta.


+ info